Agora você realmente sabe!

Giovanna Ewbank se emociona ao falar sobre descoberta de síndrome sensorial do filho Bless: “Me senti muito culpada”; assista

Nesta terça-feira (24), Giovanna Ewbank não conseguiu conter a emoção ao revelar que o filho, Bless, de oito anos, tem uma síndrome sensorial. A apresentadora falou sobre o assunto ao entrevistar Manoel Soraes no seu podcast junto com Fernanda Paes Lemeo “Quem Pode, Pod”. Durante a conversa, a loira explicou como descobriu que o pequeno havia nascido com os sentidos mais aguçados.

“Como é importante a gente olhar de fato para as nossas crianças. A gente perceber de fato as nossas crianças”iniciou ela. Gio falou que começou a perceber um comportamento diferente de Bless durante a pandemia da Covid- 19. “O Bless começou a ficar muito aéreo, fazendo algumas coisas que eu achava um pouco estranhas e eu comecei a achar que ele poderia ter um grau de autismo ou algo do tipo”relembrou.

Gio disse que depois disso decidiu procurar ajuda médica para entender o que estava acontecendo. “Todos os médicos diziam: ‘não, ele não tem nenhum grau de autismo’. Até que eu encontrei uma médica em São Paulo que ela diagnosticou uma síndrome sensorial no meu filho. Que é o quê? Ele ouve mais que nós todos, ele sente mais o tato, e mais cheiro”afirmou.

Giovanna Ewbank emocionada ao falar sobre síndrome sensorial do filho Bless. (Foto: Reprodução/ YouTube)

“Eu comecei a perceber e a me sentir muito culpada por diversas vezes onde ele passava, por exemplo, pela cozinha e falava: ‘Que cheiro forte’. E eu falava: ‘Bless, para com isso. Que frescura filho. É o cheiro da cebola’. Ele pisava na grama, dizia: ‘Ai, não, me tira daqui’. Queria muito colo, não gostava de ir para o meio do mato, onde a gente vai muito, porque o barulho das moscas incomodava ele”falou.

Apesar de nunca ter ouvido da condição, Ewbank contou que toda a família precisou se adaptar para que Bless tivessse uma melhor qualidade de vida. “Quando eu tive o diagnóstico foi uma culpa absurda e a gente teve que entender, observar e se adaptar. E hoje o Bless vive com essa síndrome sensorial maravilhosamente bem. Mas foi preciso o meu olhar, do Bruno [Gagliasso] e de vários médicos para que a gente entendesse que a condição do Bless não era frescura. Eu poderia pensar que era frescura o resto da vida, não olhasse diretamente para o meu filho, e a qualidade de vida seria outra”declarou.

Continua depois da Publicidade

Fernanda Paes Leme também compartilhou alguns cuidados que são necessários com Bless. “A gente entendeu que ele gosta e precisa dormir com um cobertor muito pesado, porque se sente protegido. Antes ele fazia muito xixi na cama, então tudo fez sentido”disse ela. “E isso mostra como é importante vasculhar e acreditar no que as crianças falam”destacou Gio. Assista ao vídeo completo abaixo:

MANOEL SOARES - QUEM PODE, POD #30

Siga a Hugo Gloss no Google Notícias e acompanhe nossos destaques




Source link

Sair da versão mobile